leia

O farmacêutico pode atuar na indústria de alimentos?

Por Por Cristiane Silva

Você sabia que, dentre os campos de trabalho do profissional de Farmácia, a indústria de alimentos é uma excelente possibilidade? A valorização do farmacêutico neste ramo se deve muito à crescente preocupação com a qualidade dos alimentos industrializados nos últimos anos, além da necessidade maior produtividade industrial. Se você tem interesse pela área, saiba mais sobre as oportunidades de trabalho e como se especializar para atuar como farmacêutico na indústria de alimentos:

A atuação do farmacêutico na área alimentar

Como a área alimentícia está sempre em grande renovação e investe constantemente no aperfeiçoamento de seus produtos, o farmacêutico se tornou imprescindível em indústrias de alimentos, laboratórios de análises bromatológicas e consultorias especializadas. 

Mas foi somente em 2010, com a Resolução nº 530 do Conselho Federal de Farmácia, que as atribuições do farmacêutico e suas responsabilidades técnicas na área de alimentos foram regularizadas, permitindo sua atuação com profissionais de outras áreas, como engenheiros de alimentos e biomédicos, geralmente em laboratórios de controle de qualidade, inspeção, vigilância sanitária e no desenvolvimento de novos produtos.

As atividades do farmacêutico alimentar

O farmacêutico pode atuar na indústria alimentícia de diversas formas, desenvolvendo métodos para obtenção de produtos alimentares para consumo humano e veterinário, e também na fiscalização junto à vigilância sanitária de alimentos. 

Na prática, ele trabalha em atividades relacionadas ao controle, pesquisa, desenvolvimento, assuntos regulatórios, marketing, auditoria de qualidade, produção e análises de alimentos. Entre suas principais funções estão:

  • Desenvolvimento de métodos para obtenção de produtos alimentares para consumo humano e veterinário,
  • Análise bromatológica e toxicológica, 
  • Controle microbiológico, químico e físico-químico das matérias-primas e produtos;
  • Desenvolvimento, produção e controle da qualidade de alimentos, processos fermentativos, nutracêuticos e alimentos de uso enteral e parenteral;
  • Desenvolvimento de estratégias que estejam de acordo com as exigências de boas práticas de fabricação;
  • Acompanhamento na normatização e fiscalização junto à vigilância sanitária de alimentos.

Bacharelado em Farmácia

Para quem quer seguir carreira na área, a graduação em Farmácia é um dos cursos mais indicados, pois permite a atuação em mais de 70 diferentes campos, inclusive a indústria de alimentos.

No curso de Farmácia, a grade curricular tem foco na saúde da população, e o aluno estuda os efeitos das substâncias químicas no organismo humano, a transformação de matérias primas em medicamentos e a identificação de compostos orgânicos. A graduação conta ainda com diversas práticas em laboratório, principalmente nas áreas de química e biologia.

Na Universidade Católica de Brasília, o bacharelado em Farmácia tem quatro anos de duração. Nesses oito períodos, o aluno acessa matérias obrigatórias e optativas, além de atividades complementares, como estágios, práticas científicas ou participação em congressos. Ficou interessado? Saiba tudo sobre o curso de Farmácia da UCB!

 

Tags: Farmácia

Receba os melhores conteúdos no seu e-mail!