leia

Conheça as diferenças entre Ciência e Engenharia da Computação

Por Por Eduarda Santos

Chegou a hora do vestibular e está em dúvida entre Ciência e Engenharia da Computação? A área da informática é realmente muito ampla e oferece formações diversas com muitas semelhanças entre si, mas cada um dos cursos possui seus próprios foco e metodologia de ensino. Para ajudá-lo nessa escolha, explicamos as semelhanças e as diferenças entre Ciência e Engenharia da Computação:

O que os cursos de Ciência e de Engenharia da Computação têm em comum?

Um Engenheiro ou um bacharel em Ciência da Computação trabalha com equipamentos cujo controle está relacionado à computação de alguma forma. Por isso, esses profissionais estudam assuntos similares, embora sob perspectivas diferentes

Por ser uma mescla de Engenharia Eletrônica e Ciência da Computação, o curso de graduação em Engenharia da Computação aborda diversos campos e conceitos. Entre as disciplinas em comum estão programação, redes, sistemas, cálculo, análise de dados e interface entre componentes eletrônicos e softwares. 

Agora que você já sabe o que há de semelhante entre os cursos, é hora de entender melhor as diferenças entre eles.

Mas afinal, quais são as principais diferenças entre as áreas?

quais são as principais diferenças entre as áreas?

A graduação em Ciência da Computação tem duração de quatro anos e estuda o funcionamento da tecnologia relacionada aos computadores, do hardware ao software, baseado em modelos matemáticos. Na prática, esse é o profissional responsável por elaborar e gerenciar essas soluções, automatizar processos e desenvolver softwares para uso por outros profissionais, necessários em todo tipo de indústria.

Por outro lado, a graduação em Engenharia da Computação aproxima-se mais do curso de Engenharia Eletrônica e tem duração aproximada de cinco anos. O aluno tem seus estudos mais focados em produzir peças e componentes para máquinas ou equipamentos automatizados, criar sistemas que integrem hardware e software, além de planejar e montar computadores. 

Ou seja, enquanto a Ciência da Computação forma profissionais para desenvolver programas e sistemas de informática, o curso de Engenharia propõe o estudo mais voltado para o hardware

Qual é o melhor curso para mim? 

Tudo depende das suas afinidades e interesses. Um bom Engenheiro da Computação deve gostar, antes de mais nada, de tecnologia e linguagens de programação. Como qualquer profissional da área, deve acompanhar os avanços científicos e tecnológicos. É claro que existe uma boa carga de cálculo no curso, mas você não precisa ser apaixonado por números. Isso porque talvez os cálculos aprendidos na graduação nem sejam utilizados, dependendo da função exercida.

Já o Cientista da Computação precisa ter muita afinidade com cálculos, pois está sempre em contato com números, cálculos matemáticos, estatísticas, algoritmos e até mesmo física. Ou seja, é preciso realmente gostar de números, além de ter bom raciocínio lógico.  Esse profissional lida diretamente com sistemas complexos, que exigem capacidade de resolução de problemas. Ele deve estar sempre atualizado sobre o que há de novo — seja em softwares, linguagens, plataformas, programas e no mercado em geral. 

Você acha que esse é o seu caso? Então não deixe de conhecer mais sobre a graduação em Ciências da Computação da Universidade Católica de Brasília.

 

Tags: Ciência da Computação

Receba os melhores conteúdos no seu e-mail!